sábado, 20 de junho de 2009

Crônica de um fim de semana

Finalmente, eis que chegou o dia de euzinha aqui dormir sem a companhia indiscretíssima e chatérrima do despertador, e do seu companheiro inseparável: o celular.

Sabe como é, né, sou tão boa de cama que não confio apenas na competência do despertador. Vai que o amiguinho em questão resolva fazer greve? Se isso acontecer, eu me ferro. “Intonce”, por uma questão de segurança, resolvi eleger o meu querido e indispensável amigo celular à parceiro do antigo e lendário despertador.

Acordei cedo, mas sabe como é… viro para um lado, viro para o outro e me recuso a sair da cama cedo.

Mas a luz do sol forçou a barra e me rendi. Levantei e tomei um longo banho, tomei um belo café da manhã e como quem não quer nada, disfarcei e me atirei ao sol. Sabe como é (de novo): morena palmito esticada ao sol feito lagartixa era a mais perfeita visão do inferno.

O difícil foi aguentar a gozação do maridão e da filha, que literalmente, não tendo o que fazer, resolveram me sacanear.

Bem, imaginem o panorama: 4.8, morena palmito. Não deu pra resistir muito, porque afinal, cachorro no quintal e aquele cheirinho de carne queimada, é bom não arriscar… eheheh.

Agora que recarreguei as baterias, vou aproveitar meu dia de folga, estudar um pouco, e também passear pelos blogs amigos, pois afinal ninguém é de ferro. Também preciso de um pouco de distração.   

2 comentários:

  1. Passei pra conhecer seu blog,desejo-lhe otima semana

    bjs

    aguardo sua visita :D

    ResponderExcluir